Renan sobre CPI: “Agora, pistas indicam para o ‘negocionismo'”

Com a denúncia de irregularidades na compra das vacinas indianas Covaxin, relator da CPI da Covid afirma que investigação mudou de patamar

atualizado 23/06/2021 21:55

Senador Renan Calheiros, relator da CPIIgo Estrela/Metrópoles

O senador Renan Calheiros (DEM-AL) afirmou, via Twitter, que a CPI da Covid está mudando de patamar. Na publicação feita na noite desta quarta (23/6), o relator da comissão disse que, até o momento, as investigações eram para enfrentar o negacionismo quanto à pandemia, mas agora as novas pistas apontariam para o “negocionismo”.

Calheiros também declarou que a mudança seria a razão pela qual o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, estariam “desesperados”.

A denúncia de irregularidades na compra das vacinas indianas Covaxin, com ciência do presidente, movimentou o dia dos senadores da CPI. Em resposta às acusações do deputado Luis Miranda (DEM-DF), Lorenzoni afirmou que a Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU) foram acionadas para investigar o político e seu irmão, Luís Ricardo, chefe de importação do Departamento de Logística em Saúde do Ministério da Saúde.

Em entrevista coletiva, o ministro disse: “Deputado Luis Miranda, Deus tá vendo. Mas você não vai se entender com Deus só não. Vai se entender com a gente também…”

O senador Calheiros disse, mais cedo, que pedirá a convocação de Onyx na CPI, e que “se ele continuar a coagir a testemunha, vamos requisitar a prisão dele”.

Últimas notícias