Renan faz apelo a Neymar: “Não concorde com a Copa América no Brasil”

Relator da CPI da Covid no Senado afirmou que o "campeonato que o Brasil precisa vencer é o da vacinação"

atualizado 01/06/2021 10:52

Relator da CPI da COVID, Renan Calheiros, após primeira reunião da Comissão 5Igo Estrela/Metrópoles

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL, fez um apelo à Seleção Brasileira de futebol, em especial ao Neymar, para que “não concorde” em jogar a Copa América, caso o torneio seja realizado em solo nacional. O senador voltou a afirmar que a competição se tornará “um campeonato da morte“.

“Já que não podemos fazer um apelo ao presidente da República, ao ministro da Saúde, à CBF [Confederação Brasileira de Futebol], que tem se transformado em uma negacionista e irresponsável, gostaria de me dirigir à Seleção Brasileira, ao seus jogadores, ao seu treinador, ao Neymar, para que não concorde com a realização desta Copa América no Brasil”, afirmou o senador.

A fala ocorreu durante sessão destinada a colher o depoimento da médica Nise Yamaguchi, defensora do chamado tratamento precoce, que indica remédios sem eficácia comprovada para recuperação de infectados pelo novo coronavírus.

Calheiros afirmou que o “campeonato que o Brasil precisa vencer é o da vacinação”. “Não é esse campeonato [Copa América] que nós precisamos agora disputar. Precisamos disputar o campeonato da vacinação. É nesse campeonato que você precisa marcar gols, Neymar”, continuou o senador.

O relator da CPI classificou como “inacreditável” a transferência da sede do torneio para o Brasil. “É inacreditável que o governo federal queira sediar a Copa América aqui no Brasil, no exato momento que a pandemia se agrava, enchem como nunca os nossos cemitérios, as nossas UTIs, e a terceira onda começa chegar”, disse.

Mais lidas
Últimas notícias