Relator da CPI defende acareação entre Roberto Dias e Élcio Franco

Senadores encontraram inconsistências no depoimento do ex-diretor e algumas delas apontam para a relação com o ex-secretário-executivo

atualizado 07/07/2021 13:33

Renan Calheiros_CPI da CovidEdilson Rodrigues/Agência Senado

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), defendeu, nesta quarta-feira (7/7), uma acareação entre o ex-diretor de Logística da pasta Roberto Ferreira Dias e oex-secretário-executivo do Ministério da Saúde Élcio Franco na comissão.

Senadores encontraram inconsistências no depoimento do ex-diretor e algumas delas apontam para a relação com Franco.

“Tudo o que deve ser atribuído a alguém, com alguma irregularidade, o depoente [Roberto Dias] está atribuindo ao ex-secretário-executivo”, disse o emedebista.

Dias é acusado pelo vendedor Luiz Paulo Dominguetti Pereira, suposto representante da Davati Medical Supply no Brasil, de pedir US$ 1 por dose para negociar imunizantes. A solicitação teria acontecido em um restaurante no Brasília Shopping, área central de Brasília. Dias nega.

0

Últimas notícias