Reguffe quer abrir mercado aéreo do Brasil para empresas estrangeiras

O senador afirmou que, quanto maior a concorrência, menores os preços e maior a qualidade do serviço prestado

atualizado 10/04/2019 17:37

Marcos Oliveira/Agência Senado

O senador José Antônio Reguffe (sem partido-DF), defendeu, nesta quarta-feira (10/4), a abertura do mercado aéreo brasileiro para que empresas estrangeiras possam operar voos domésticos.

Em sua página do Twitter, o senador afirmou que quanto maior a concorrência, menores são os preços e maior a qualidade do serviço aéreo.

Indenizações
Reguffe se pronunciou ainda sobre as indenizações por atrasos de voos no Brasil. Ele apresentou, no Senado, um projeto de lei em que a indenização de 20% do preço seja automática, para atrasos superiores a quatro horas.

Já para atrasos superiores a oito horas, o senador defende que deve ser indenizado, automaticamente, 50% do valor da passagem. E 100% em atrasos superiores à 12h.

Últimas notícias