Presidente da Embratur quer trazer parques como a Disney para o Brasil

Durante cerimônia de posse, Gilson Machado Neto disse que sua prioridade é transformar à instituição em agência

atualizado 30/05/2019 20:29

Valter Campanato/Agência Brasil

Durante cerimônia de posse, o novo presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Gilson Machado Neto, disse que pretende manter contatos para firmar parcerias com a iniciativa privada e trazer para o Brasil parques que estão espalhados pelo mundo. Como exemplo, ele usou o parque da Disney.

Gilson garantiu, porém, que sua prioridade em frente à instituição é transformá-la em agência.  Machado Neto afirmou que está levando para a Embratur uma “equipe de confiança”, formada por militares com a mais alta qualificação em finanças e gestão pública.

Na posse, prestigiada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), Gilson Machado ressaltou que sua indicação ao cargo não foi por questões de amizade, e sim de atividade. Bolsonaro, por sua vez, afirmou que o turismo tem que fazer parte da economia brasileira, já que não existe “governo bom com economia ruim”.

“Pode colocar um santo aqui [na Presidência], ninguém faz milagre. Quantos votaram em mim mesmo eu sendo o menos ruim? Essa questão de quem virá [depois de mim] ainda paira sobre nós”, completou o chefe do Executivo.

Machado Neto citou as manifestações feitas a favor do governo Bolsonaro no último domingo (26/05/2019): “Nunca vi no mundo mais de 5 milhões de pessoas na rua pedir a favor de um governo”. E ainda completou: “Bolsonaro é um mito”.

Dentre as atribuições que pretende cumprir no instituo, Machado afirmou que quer atrair estudantes de pós-graduação, mestrado e doutorado para o país. Além disso, garantiu a divulgação dos seis biomas brasileiros.

Crise
A escolha do novo presidente do órgão foi feita pelo presidente Bolsonaro. No começo deste mês, o chefe do Executivo desistiu da nomeação de Paulo Roberto de Oliveira Senise e optou por Machado Neto, que chefiava a Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente. A nomeação do novo titular foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) do último dia 21.

Em marco, a Embratur esteve no centro de mais uma polêmica do governo Bolsonaro. A então presidente do órgão, Teté Bezerra, pediu demissão do cargo, alegando interferência do governo na sua gestão.

Bolsonaro foi a público para desmentir Teté Bezerra. Segundo o presidente, ele próprio mandou exonerá-la do cargo. O motivo: um jantar que seria patrocinado pela empresa ao custo de R$ 290 mil.

Perfil
O novo presidente do órgão é natural de Recife e formado em medicina veterinária pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Com atuação há mais de 30 anos no ramo turístico, Machado Neto é apresentador de um programa de rádio voltado para a atividade turística na região Nordeste.

Antes da nomeação na Embratur, Gilson Machado Neto era secretário de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente. Nessa pasta, ele chegou a atuar também como secretário de Mudança do Clima e Florestas.

Últimas notícias