PF faz buscas na casa de Luís Felipe Belmonte, nº 2 do Aliança pelo Brasil

Apoiador do presidente Jair Bolsonaro, ele é vice-presidente do novo partido do chefe do Executivo e suplente do senador Izalci Lucas (PSDB)

atualizado 16/06/2020 12:48

Luis Felipe BelmonteHugo Barreto/Metrópoles

Alvo de operação da Polícia Federal (PF) contra atos antidemocráticos, o empresário Luís Felipe Belmonte tem patrimônio milionário. Apoiador do presidente Jair Bolsonaro, ele é vice-presidente do novo partido do chefe do Executivo, o Aliança pelo Brasil.

Casado com a deputada Paula Belmonte (Cidadania-DF), o advogado atualmente atua como suplente do senador Izalci Lucas (PSDB-DF), nome cotado para assumir o Ministério da Educação, após fritura do ministro Abraham Weintraub.

Belmonte é uma figura conhecida no meio jurídico brasilense. Com escritórios em Brasília e São Paulo, ele atua no ramo do direito empresarial.

Nas últimas eleições, ocupou o segundo lugar na lista dos maiores doadores para campanhas de candidatos no Distrito Federal e distribuiu quase R$ 3,3 milhões 30 concorrentes. Somente para a campanha de Izalci, o advogado doou R$ 1,5 milhão, sendo R$ 430 mil em setembro, quando Izalci despontou nas pesquisas, segundo o TSE.

Enquanto suplente de senador pelo PSDB em 2018, seu patrimônio beirava os R$ 66 milhares de reais, de acordo com o Tribunal de Contas Eleitoral. Entre os bens, acumulam-se fazendas e carros de luxo.

0

Últimas notícias