Mourão recebe embaixador dos EUA: meio ambiente é assunto principal

Todd Chapman deixou claro para o vice-presidente que Joe Biden está enfatizando muito a importância da mudança climática

atualizado 05/02/2021 13:14

Reprodução/ Redes sociais

No primeiro encontro com uma autoridade do Executivo brasileiro desde a posse do democrata Joe Biden, o embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, afirmou que o democrata tem interesse em uma aproximação com pautas ambientais brasileiras. A declaração veio após uma reunião com o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB).

“Foi um prazer ter essa reunião com o vice-presidente Mourão, sempre bom falar com ele. Falamos sobre muitos temas, mas claro, muitos temas relacionados ao meio ambiente”, afirmou Chapman. “Realmente, a administração do meu novo presidente Joe Biden está enfatizando muito a importância da mudança climática”.

Segundo o embaixador, é do interesse dos Estados Unidos ser “bons parceiros do Brasil” nesse sentido. “Como já estamos trabalhando, foi excelente a conversa e vamos continuar falando”, disse Todd Chapman.

Ele enfatizou a importância de se reunir com autoridades brasileiras em um cenário de transição política, referindo-se à eleição dos EUA.

0

“Esta semana estou me reunindo com muitos ministros, como já é público, e é sempre bom ter conversas bastante amplas sobre os temas que são importantes, quando tem uma transição política como acabamos de ter”, discursou.

Para Chapman, no entanto, é cada vez maior o interesse de trabalhar com o Brasil na área de mudança climática. “Temos um novo representante presidencial, o secretário John Kerry, e tenho muita atenção nesse tema e queremos trabalhar junto com o Brasil nisso”, finalizou.

Informações sobre a Amazônica

O vice-presidente brasileiro reforçou a importância da aproximação, por parte do Brasil, para se disponibilizar a prestar informações para uma possível parceria entre os países. Além disso, Mourão afirmou que na próxima reunião do Conselho Nacional da Amazônia Legal, do qual é presidente, vai haver uma tradução direcionada à embaixada dos EUA.

“Conversamos sobre a questão da Amazônia. Então, nós queremos mostrar o que estamos fazendo, abrindo esse diálogo via embaixada e deixar claro que todas as informações que forem necessárias, nós temos capacidade de prestar e mostrar, para ouvir a realidade que está acontecendo lá. Foi um diálogo muito bom”, destacou o general.

“Nós temos a reunião do Conselho na semana que vem e o embaixador abriu um caminho para nós montarmos uma apresentação em inglês de tudo que for definido, e eles vão auxiliar na divulgação disso”, finalizou Mourão.

Últimas notícias