Militar teve “férias informais” antes de trocar Dnit pela Valec

André Kuhn assumiu a diretoria executiva do Dnit em 14 de janeiro de 2019, mas tirou férias antes do prazo previsto em lei

atualizado 23/04/2020 7:41

O ex-diretor-executivo do DNIT, André KuhnDivulgação/Senado

Em uma reorganização de forças no Ministério da Infraestrutura, o tenente-coronel André Kuhn (imagem em destaque) foi promovido da Diretoria Executiva do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para a presidência da empresa pública Valec, vinculada à mesma pasta, mas responsável por executar serviços de engenharia.

Um dos militares que entraram no governo na primeira onda de nomeações, Kuhn passou pouco mais de um ano dirigindo o Dnit, mas conseguiu gozar suas férias antes mesmo de completar os 12 meses de trabalho previstos em lei. Segundo o órgão, porém, o fato de o distanciamento contar com a “anuência” dos superiores amenizaria a antecipação.

Ele foi nomeado servidor comissionado do órgão no dia 14 de janeiro de 2019, conforme registrou o Ministério da Infraestrutura. Só poderia sair de férias, portanto, a partir do dia 15 de janeiro do ano seguinte, mas conseguiu antecipar o descanso em duas semanas, conforme registra sua agenda pública no site do Dnit.

O gestor trabalhou até o final de dezembro, mas não teve compromissos públicos antes do dia 20 de janeiro. No período, ele fez uma viagem internacional a lazer.

“Anuência das autoridades”

A resposta do Dnit ao questionamento do Metrópoles sobre as férias precoces de Kuhn foi de que ele pôde se ausentar porque havia trabalhado dias a mais no final de 2019.

Segundo o órgão, o gestor “gozou período de férias no mês de janeiro de 2020, bem como compensou dias trabalhados no recesso de final de ano. O mesmo retornou a suas atividades após o dia 17 daquele mês”. Ainda de acordo com a assessoria de comunicação do Dnit, “em função da natureza do afastamento do país, por motivo pessoal, não há necessidade de autorização formal. Entretanto, informamos a anuência das autoridades competentes”.

Currículo

André Kuhn é mestre em engenharia civil e bacharel em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras (Aman). Fez carreira na Diretoria de Obras de Cooperação do Exército (DOC) enquanto esteve na ativa.

Últimas notícias