Com Covid-19, assessora da direção do Dnit preocupa servidores

Servidora, que está afastada do trabalho, perdeu o marido para a doença, que ambos contraíram em viagem ao exterior

atualizado 17/04/2020 17:09

Sede do Dnit em BrasíliaAndré Borges/Especial para o Metrópoles

Ter um colega de trabalho diagnosticado com coronavírus é uma preocupação cada vez mais recorrente entre os servidores federais. O número de funcionários públicos da União que testaram positivo para a Covid-19 é de pelo menos 165, como mostrou o Metrópoles nessa quinta-feira (16/04).

Entre eles, está uma servidora do gabinete do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), general Antônio Leite dos Santos Filho. Após uma viagem ao exterior, ela e o marido contraíram a doença. Na última segunda-feira (16/04), ele faleceu. Ela testou positivo, o que gerou apreensão e comoção entre os 700 servidores que ocupam o prédio sede da autarquia em Brasília.

A preocupação envolve primeiro medidas de proteção e contenção à Covid-19 dentro dos prédios do Dnit. Em segundo lugar, existe o receio de os funcionários terem tido contato com a servidora. Por último, há uma preocupação generalizada em função da rapidez com que a doença ceifou a vida do marido da servidora. Os relatos foram feitos por servidores em contato com a reportagem.

Segundo a assessoria de imprensa da instituição, o casal contraiu a doença em uma viagem ao exterior. Logo que retornaram, porém, ela teria sido posta em quarentena, o que afastaria a segunda hipótese que tem preocupado os funcionários. A assessoria não informou qual o estado de saúde da servidora nem o destino da viagem.

Ainda assim, servidores que trabalham no local relataram ao Metrópoles um clima de preocupação e cobrança por condições mais seguras de trabalho.

Por sua natureza, atuando nas estradas federais de todo o país, o Dnit tem condições reduzidas de afastar servidores do trabalho presencial.

Na sede em Brasília, porém, o órgão informou, por meio da assessoria de imprensa, que está tomando precauções, e que parte da equipe está em home office, seguindo uma escala de revezamento nas idas ao prédio.

O órgão também informou estar distribuindo álcool em gel tanto para servidores e terceirizados quanto para os que atuam na linha de frente.

A assessoria de comunicação também se prontificou a responder quaisquer dúvidas que os servidores tenham pelo telefone (61) 3315-4665.

Veja parte das políticas que o órgão tem anunciado para prevenir a doença:

Últimas notícias