Instagram suspende transmissões ao vivo da deputada Bia Kicis

O formato foi suspenso temporariamente pela rede social em razão de "repetidas violações às diretrizes"

atualizado 03/02/2022 14:42

Bia Kicis Agência Câmara

A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) está impossibilitada de realizar transmissões ao vivo no Instagram por decisão da plataforma. O formato foi suspenso temporariamente pela rede social em razão de “repetidas violações às diretrizes”.

A parlamentar observou a restrição imposta pela plataforma quando tentava transmitir o discurso do presidente Jair Bolsonaro (PL) na reabertura dos trabalhos legislativos, que ocorreu nessa quarta-feira (2/2). “Agora mesmo eu iria transmitir o reinício das atividades parlamentares com o discurso do nosso presidente”, publicou a deputada.

A rede social é usada pela parlamentar para divulgar o mandato na Câmara dos Deputados. Tida como uma das principais aliadas de Bolsonaro na Casa, a presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) costuma publicar postagens em que coloca em dúvida a eficácia de medidas de restrição contra a Covid-19, incluindo a vacinação.

Em função do teor das publicações polêmicas, que antecedem o período da pandemia, a deputada virou ré em pelo menos três inquéritos que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF) em investigações no âmbito dos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos, cuja relatoria é do ministro Alexandre de Moraes.

Em outra ocasião, a deputada publicou nas redes sociais uma imagem racista que citava Sergio Moro e Luiz Henrique Mandetta, ex-ministros do governo Bolsonaro.

Com os rostos das autoridades pintados de preto, a deputada praticou a “blackface” e insinuou que eles estariam desempregados: “Não está fácil para ninguém” escreveu Kicis. A parlamentar também criticava um processo seletivo da Magazine Luiza exclusivamente para negros, uma tentativa de reduzir a desigualdade racial na empresa.

Procurada pelo Metrópoles, a deputada Bia Kicis afirmou que não se pronunciaria sobre a restrição imposta pelo Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias