Hang relata não ter tomado vacina contra Covid-19: “Tenho anticorpos”

Justificativa não encontra respaldo na ciência, que recomenda vacinação mesmo entre quem já teve e se curou da doença

atualizado 29/09/2021 17:13

Luciano Hang depõe na CPIRafaela Felicciano/Metrópoles

O empresário Luciano Hang afirmou, nesta quarta-feira (29/9), que não tomou o imunizante contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O dono das lojas Havan presta depoimento à CPI da Covid-19 há seis horas. “Não tomei vacina porque tenho índice de anticorpos altíssimo”, argumentou.

A justificativa dada pelo bolsonarista não encontra respaldo entre especialistas. Autoridades sanitárias defendem que até mesmo pessoas curadas da Covid-19 devem tomar o imunizante, uma vez que podem voltar a ter a doença e também transmiti-la.

Isso porque, segundo os estudos, a taxa de anticorpos que combatem o novo coronavírus tende a cair após certo período da data da infecção. Além disso, as vacinas contra a Covid-19 reduzem o risco de contágio por variáveis (mutações do vírus) e evitam o desenvolvimento de quadros graves da doença.

Aliado do mandatário da República, o empresário – que assumiu a alcunha de Veio da Havan, dada por críticos – é suspeito de ter financiado a disseminação de fake news em blogs bolsonaristas e o grupo de consultores informais do presidente Jair Bolsonaro.

Outra situação que envolve Hang e a operadora de saúde Prevent Senior é o caso da possível alteração na certidão de óbito da mãe dele, Regina Hang, supostamente a pedido do próprio empresário.

0

Últimas notícias