Governo comemora 1 milhão de alunos com internet em videoconferência

Meta do governo é inclusão digital a 6.500 escolas em agosto e terminar 2019 com 10 mil unidades de ensino em rede via satélite

Carolina Antunes / PR

atualizado 08/05/2019 19:16

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) e seus ministros da Educação, Abraham Weintraub; da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Marcos Pontes; e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) celebraram a marca de 1 milhão de alunos com internet no Brasil. Em uma videoconferência com uma escola em Cavalcante (GO), nesta quarta-feira (08/05/2019), o presidente e os ministros falaram com professores e alunos por cerca de uma hora.

Segundo Marcos Pontes, a internet que agora chega aos alunos da Escola Estadual Calunga I – que atende crianças do quilombo homônimo na região do parque da Chapada dos Veadeiros – faz parte de um projeto em parceria com o Ministério da Educação (MEC) para levar internet a escolas mais distantes. A conexão é feita através de um satélite que, segundo o ministro, estava subutilizado há dois anos. Agora, disse ele, são mais de 3 mil pontos.

O presidente da Telebras, Waldemar Gonçalves, afirmou que 3.150 escolas passaram a ser atendidas nos últimos três meses. A meta do governo é chegar a 6.500 em agosto e terminar o ano com 10 mil escolas com internet via satélite. “São metas ousadas, mas confiamos no esforço e no trabalho da equipe”, afirmou.

Bolsonaro, por sua vez, aproveitou para questionar as crianças sobre o que elas pretendiam ser quando crescerem e foi questionado por uma delas sobre investimentos na área da educação. O presidente aproveitou para tentar se explicar sobre o contingenciamento nas verbas do ministério. “Ninguém vai cortar verba por maldade”, disse o presidente, que completou que pretende “investir o que for possível na educação”.

Apesar do discurso, além de congelar recursos das universidades federais o MEC bloqueou pelo menos R$ 2,4 bilhões que estavam previstos para investimentos em programas da educação infantil ao ensino médio. Na esteira da declaração de Bolsonaro, Abraham Weintraub voltou a associar o desbloqueio das verbas à aprovação da reforma da Previdência.

Fogão novo
Weintraub também comparou o orçamento da pasta a um orçamento doméstico. “A gente está segurando 5%. A gente está esperando para comprar aquele fogão novo no segundo semestre”, completou.

O programa Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac) tem como prioridade escolas de difícil acesso e em áreas de vulnerabilidade social, usando um Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC).

Na escola de Cavalcante, que reúne comunidades quilombolas, 453 alunos passarão a ter internet na sala de aula. Segundo informações do governo federal, além de escolas, o programa atende a telecentros, bibliotecas, unidades de saúde, instalações das forças armadas etc.

Últimas notícias