Feliciano volta a atacar Mourão, a quem cobra postura “digna e leal”

No Twitter, o deputado federal questionou se há algo mais indigno que a "conspiração contra o presidente Jair Bolsonaro"

atualizado 07/04/2019 17:49

O pastor deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) voltou a atacar o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, pelo Twitter, e ameaçou, novamente, protocolar pedido de impeachment do general.

O parlamentar postou neste domingo (7/4) que, caso Mourão não assuma uma “postura digna e leal” ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), ele irá entrar com pedido de retirada do vice do governo. “Eu mesmo vou protocolar um pedido de impeachment, por comportamento indecoroso”, ameaçou.

Veja:

Conspiração
Os insultos recomeçaram devido a recentes declarações de Hamilton Mourão na Brazil Conference, nos EUA, de que, no lugar de Bolsonaro, teria escolhido outras pessoas para trabalhar com ele.

“Pergunto se há algo mais indigno que a conspiração contra Jair Bolsonaro”, questionou o pastor Feliciano pela rede, ao acusar Mourão de crime de responsabilidade.

Para o deputado, o vice não respeita a hierarquia e contradiz o presidente diariamente. “Isso não é bom para o Brasil”, afirmou.

Conselho ao vice
O pastor terminou a série de ofensas dando um conselho ao vice-presidente para que ele siga o “bom exemplo de muitos homens públicos que serviram ao seu país como presidente da República”.

Esta não é a primeira vez que o deputado compra briga com Mourão. Em deferentes oportunidades, Feliciano utilizou as redes sociais para falar mal da postura do vice e sugeriu que ele fosse “impichado” por crime de responsabilidade.

Últimas notícias