Embaixador palestino é contra Brasil mudar embaixada para Jerusalém

Ibrahim Alzeben externou a posição palestina ao presidente em exercício, Hamilton Mourão, e se solidarizou com as vítimas de Brumadinho

atualizado 28/01/2019 17:43

Facebook/Reprodução

O embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Alzeben (foto em destaque), afirmou nesta segunda-feira (28/1) ter declarado ao governo brasileiro que se opõe à transferência da embaixada do país em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém. “Esperamos que isso não aconteça”, disse Alzeben, após reunião com o presidente da República em exercício, Hamilton Mourão (PRTB), em Brasília.

Alzeben acrescentou que a transferência ainda não está decidida. “O assunto é estudado pelas autoridades brasileiras. Esperamos que não aconteça, é uma longa discussão”, disse. O embaixador afirmou que durante o encontro com Mourão entregou uma carta de condolência, lamentando as vítimas de tragédia em Brumadinho (MG).

Durante a campanha presidencial, Jair Bolsonaro (PSL) demonstrou interesse em transferir a sede da embaixada do Brasil da cidade de Tel Aviv para Jerusalém. Os palestinos consideraram a mudança “ilegal” e um tipo de provocação. Após a repercussão negativa, Bolsonaro sinalizou que a transferência não “era algo de vida ou morte”, e o assunto seria debatido antes de uma decisão definitva.

Semana passada, a Liga dos Países Árabes sinalizou que o governo brasileiro pode sofrer retaliações, caso decida concretizar a transferência da embaixada brasileira em Israel: a primeira teria sido o descredenciamento de frigoríficos que exportam frango ao mundo árabe.

Últimas notícias