Em pronunciamento, Milton Ribeiro destaca reajuste para professores

Ministro da Educação usou a rede de rádio e TV para divulgar reajuste no piso do magistério, já anunciado por Bolsonaro

atualizado 01/02/2022 21:35

Ministro Educação Milton Ribeiro Vinícius Schmidt/Metrópoles

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, fez um pronunciamento em rede nacional nesta terça-feira (1º/2) para elogiar a concessão, por parte do presidente Jair Bolsonaro, do reajuste no piso dos professores, anunciado na última quinta-feira (27/1).

“O maior reajuste da história para os professores. O maior aumento de repasses da União para estados e municípios por meio do Fundeb. Perdão de dívidas do FIES para alunos inadimplentes”, destacou o ministro.

“Essas são grandes homenagens que o governo do presidente Bolsonaro presta aos estudantes, aos professores e à educação brasileira. Estamos cientes dos esforços de cada um, em cada escola e em cada universidade em prol da educação e do Brasil. Muito obrigado”, completou.

Ribeiro considerou que, apesar da pandemia, a área da Educação se mostrou “resiliente e assertiva”. Quero destacar ainda que o governo federal investiu no ano passado o valor recorde de mais de 330 milhões de reais em conectividade para beneficiar mais de 91 mil escolas públicas brasileiras”, emendou.

O ministro ainda destacou a possibilidade de refinanciamento das dívidas do Fies, anunciada pelo governo.

Dívidas do Fies

“Ainda para beneficiar os estudantes, o governo do presidente Bolsonaro, após longo período de estudos técnicos e financeiros, concedeu aos inadimplentes a possibilidade renegociar suas dívidas com o Fies com abatendo até 86,5% do valor. O desconto pode aumentar para 92% caso o devedor esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico”, disse o ministro.

“É com base em ações como estas que afirmo que o MEC trabalha consciente de seu papel de auxiliar os professores a preparar nossos estudantes para os desafios futuros”, destacou.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Mais lidas
Últimas notícias