Deputada destina emenda de R$ 250 mil ao próprio advogado

Nas redes sociais, Ana Caroline Campagnolo, de Santa Catarina, faz questão de dizer que o advogado a defende "sem nada cobrar"

atualizado 17/03/2022 12:16

Deputada Ana Campagnolo e o advogado Cláudio GastãoReprodução/ Redes sociais

Bastião da moralidade, a deputada estadual de Santa Catarina Ana Caroline Campagnolo (PSL), apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (PL), destinou R$ 249,8 mil em emenda parlamentar para uma entidade* cujo presidente é amigo e advogado dela. A parlamentar faz questão de dizer publicamente, no entanto, que o advogado a defende “sem nada cobrar”.

O montante foi repassado em dezembro do ano passado para a Fundação Catarinense de Hipismo (FCH), presidida pelo advogado e empresário Cláudio Gastão da Rosa Filho, também conhecido como Gastãozinho.

Gastão representa Campagnolo em uma série de ações nos tribunais do país. Defendeu a deputada estadual, por exemplo, em uma ação que moveu no Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre a ex-orientadora de mestrado dela, a historiadora e professora Marlene de Fáveri, que acusa a parlamentar de crime contra a honra devido a uma postagem envolvendo a Escola Sem Partido e a chamada “ideologia de gênero”. Campagnolo é presbiteriana e se diz conservadora e “antifeminista”.

O advogado também é autor do pedido de impeachment apresentado pela deputada contra o governador de SC, Carlos Moisés (PSL).

Gastão é um famoso advogado de Santa Catarina. Ele já defendeu o finado professor de filosofia e escritor Olavo de Carvalho, guru do bolsonarismo; a ex-militante Sara Fernanda Giromini, a Sara Winter; e o assaltante de bancos Papagaio.

Ele ganhou projeção nacional sobretudo ao defender o empresário André de Camargo Aranha, que foi inocentado da acusação de estupro de influenciadora Mariana Ferrer. Durante uma audiência, revelada pelo site The Intercept Brasil, Gastão disse à Ferrer que “jamais teria uma filha do nível” dela. “Só aparece essa sua carinha chorando. Só falta uma auréola na cabeça. Não adianta vir com esse teu choro dissimulado, falso, e essa lágrima de crocodilo”, atacou o advogado do empresário.

Nas redes sociais, Campagnolo disse que Gastão advoga de graça para ela. “Tamanha é a sua generosidade que, além de me representar em todos os processos sem nada cobrar, ainda ofereceu um passeio maravilhoso”, escreveu Campagnolo, em 13 de março do ano passado, após a ação movida sobre a professora Marlene de Fáveri.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

“Ele entrou em contato comigo para oferecer apoio em 2018 e, de lambuja, ganhei um amigo. Sempre elegante, acessível, divertido, pai de uma família linda e católica”, acrescentou a deputada estadual.

A emenda parlamentar destinada por Campagnolo à entidade de Gastão tem como justificativa “o fomento do hipismo no estado de Santa Catarina, através de ações sócio esportivas e educativas aos jovens catarinenses, buscando a integração dos jovens através do esporte”. A transferência do valor foi confirmada junto à Transparência do governo de Santa Catarina.

Já o objeto da emenda, segundo o termo de fomento, foi a realização de uma etapa final de provas de hipismo, em 2021.

O site da própria instituição agradece publicamente o apoio da deputada. “A final do ano 2021 com apoio da Fesporte [Fundação Catarinense de Esporte] e governo de Santa Catarina, através da deputada Ana Caroline Campagnolo, foi linda demais… Premiações belíssimas, sorriso no rosto dos atletas e um evento a altura do que nosso esporte merece. Ano que vem tem mais!”, sinalizou a FCH.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

A premiação dos atletas foi adquirida com verba estadual, informa a federação em uma rede social. Por outro lado, Campagnolo recebeu um troféu como homenagem de Gastãozinho.

Outro lado

O advogado Gastão Filho foi procurado em 22/2, por telefone e WhatsApp. O contato foi reiterado em 4 de março, mas não houve nenhum posicionamento por parte do advogado. Após a publicação da reportagem, o escritório dele enviou a seguinte nota, reproduzida na íntegra:

“A destinação de emenda à Federação Catarinense de Hipismo teve por objetivo promover o hipismo catarinense, sem qualquer benefício direto ao dirigente esportivo Claudio Gastão da Rosa Filho, que não é e nunca foi empresário ou a seus familiares.

A relação profissional e de amizade do dirigente esportivo Claudio Gastão da Rosa Filho com a deputada Ana Campagnolo, fato amplamente divulgado nas redes sociais da deputada antes mesmo de qualquer matéria jornalística, não acarretou ao dirigente esportivo qualquer benefício de natureza pessoal, seja financeira ou politicamente.

Bom frisar, ainda, que a emenda foi proposta pela deputada Ana Campagnolo, aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado de Santa Caterina, e repassada, posteriormente, pelo governo do Estado de Santa Catarina à Federação Catarinense de Hipismo, após todos os trâmites de conformidade legal no âmbito do Poder Executivo.

Esclareça-se, ainda, que os valores utilizados não foram destinados, direta ou indiretamente, ao presidente da FHC, Claudio Gastão da Rosa Filho.”

Procurada, a deputada Campagnolo agradeceu o contato do Metrópoles e informou, via gabinete, que não conversa com jornalistas, “pois costumam distorcer ou alterar o sentido dos depoimentos”.

No mesmo instante, contudo, a deputada confirmou, no Instagram, ter destinado a emenda parlamentar ao próprio advogado.

“O recurso veio a pedido do meu amigo Dr. Gastão que é Presidente da Federação e foi usado no fomento do esporte conforme prestação de contas”, assinalou a parlamentar, ao detalhar emendas oferecidas após pedidos de outros “amigos”.

*Inicialmente, o reportagem informou que o repasse foi feito a uma “empresa” de Gastão. O termo foi alterado devido à sua inexatidão. A Federação Catarinense de Hipismo, segundo o seu estatuto, é uma “entidade com fins não econômicos”.

Mais lidas
Últimas notícias