Datafolha: governo Doria tem reprovação de 38% em São Paulo

De acordo com a pesquisa, 24% aprovam a gestão do tucano e 38% a consideram regular

atualizado 19/09/2021 10:10

sp manifestacao mblFábio Vieira/Metrópoles

Segundo a pesquisa do Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo neste domingo (19/9) aponta que o governo de João Doria (PSDB) é reprovado por 38% da população, pois consideram a gestão ruim ou péssima, enquanto 24% a julgam ótima ou boa. O tucano é classificado como regular para os outros 38%.

Entre 0 e 10, a nota média do governo Doria foi de 4,7.

Foram ouvidas 2.034 pessoas entre segunda (13/9) e quarta-feira (15/9) em 70 cidades do estado. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

De acordo com a pesquisa, Doria possui o maior índice de aprovação no interior do estado, seguido da capital e da região metropolitana: 25%, 24% e 22% respectivamente. Já índices de regular e reprovação das três localidades são respectivamente: 37%, 37% e 38% para regular e 37%, 39% e 39% para reprovação.

O tucano deseja disputar a presidência da República nas eleições de 2022, no entanto, segue com um índice de reprovação parecido com o de Lula, segundo a pesquisa nacional do Datafolha divulgada nessa sexta (17/9). A rejeição chega a 38% para o petista enquanto 37% dos eleitores dizem que não votariam em João Doria. Já o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não teria votos, de forma alguma, de 59% dos eleitores brasileiros.

Para a pesquisa, o Datafolha ouviu 3.667 eleitores em 190 cidades, nos dias 13 a 15 de setembro. O levantamento foi realizado presencialmente e registra margem de erro de dois pontos percentuais.

Em uma tentativa de conquistar o público, Doria continua apostando na vacinação contra a Covid-19 no país, que teve início com a Coronavac. O imunizante foi viabilizado pela gestão do tucano e produzido pelo Instituto Butantan.

Além disso, ele anunciou nesse sábado (18/9), durante um encontro do PSDB mulher realizado em São Paulo, que caso seja escolhido o candidato do PSDB para disputar o cargo no Palácio do Planalto, vai querer uma vice mulher na chapa.

As prévias do partido vão ocorrer em 21 de novembro. Além de Doria, Eduardo Leite (RS), o senador Tasso Jereissati (CE) e o ex-senador Arthur Virgílio (AM) estão na disputa.

Últimas notícias