CPI da Covid: veja como cada senador votou no relatório final

Senadores do G7, grupo majoritário da comissão, votaram unidos a favor do texto apresentado pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL)

atualizado 26/10/2021 20:47

CPI da CovidPedro França/Agência Senado

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 aprovou, nesta terça-feira (26/10), por 7 votos favoráveis a 4 contrários, o relatório final apresentado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL). O documento traz 80 pedidos de indiciamento. Os alvos são 78 pessoas e duas empresas. Os senadores do G7, grupo majoritário da comissão, votaram unidos a favor do texto.

Entre os alvos dos pedidos de punição estão o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e os filhos Flávio (Patriota-RJ), Carlos (Republicanos-RJ) e Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), além dos ministros Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União), Onyx Lorenzoni (Cidadania), Walter Braga Neto (Defesa) e Marcelo Queiroga (Saúde).

Também fazem parte da lista de sugestão de indiciamento os ex-ministros Eduardo Pazuello (Saúde) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores), além do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), influenciadores bolsonaristas e duas empresas – Prevent Senior e VTCLog.

Confira como votou cada senador: 

  • Eduardo Braga (MDB-AM) – A favor;
  • Humberto Costa (PT-PE) – A favor;
  • Omar Aziz (PSD-AM) – A favor;
  • Otto Alencar (PSD-BA) – A favor;
  • Randolfe Rodrigues (Rede-AP) – A favor;
  • Renan Calheiros (MDB-AL) – A favor;
  • Tasso Jereissati (PSDB-CE) – A favor;
  • Eduardo Girão (Podemos-CE) – Contra;
  • Jorginho Mello (PL-SC) – Contra.
  • Luis Carlos Heinze (PP-RS) – Contra;
  • Marcos Rogério (DEM-RO) – Contra;

Mais lidas
Últimas notícias