CPI da Covid faz um minuto de silêncio em homenagem aos 500 mil mortos

Colegiado manifestou-se no fim de semana dizendo que "os responsáveis pagarão pelos erros, omissões, desprezos e deboches"

atualizado 22/06/2021 14:18

Edilson Rodrigues/Agência Senado

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid realizou, nesta terça-feira (22/6), um minuto de silêncio em homenagem aos mais de 500 mil mortos pela Covid-19 no país.

A homenagem às vítimas da maior crise sanitária do país partiu de questão de ordem solicitada pelo senador Rogério Carvalho (PT-SE).

O Brasil atingiu a triste marca de 500 mil mortes no último fim de semana. Na ocasião, o G7 e demais senadores, que formam a maioria do colegiado, se posicionaram, assegurando que “os responsáveis pagarão por seus erros, omissões, desprezos e deboches“.

“Não chegamos a esse quadro devastador, desumano, por acaso. Há culpados e eles, no que depender da CPI, serão punidos exemplarmente. Os crimes contra a humanidade, os morticínios e os genocídios não se apagam, nem prescrevem. Eles se eternizam e, antes da justiça Divina, eles se encontrarão com a justiça dos homens”, manifestaram os parlamentares na nota.

O texto é assinado pelo presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL) e mais oito senadores.

Últimas notícias