CPI convoca assessor da Saúde que esteve em reunião por propina

Segundo o representa da Davati, Marcelo Blanco estava no encontro entre Roberto Ferreira Dias e ele, em um restaurante no Brasília Shopping

atualizado 30/06/2021 17:33

A CPI da Covid aprovou, nesta quarta-feira (30/6), a convocação do tenente-coronel do Exército Marcelo Blanco, assessor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde na gestão de Roberto Ferreira Dias. A exoneração de Dias saiu no Diário Oficial da União também nesta.

Luiz Paulo Dominguetti Pereira, que se apresenta como representa da empresa Davati Medical Supply, disse que à Folha de S.Paulo que Dias cobrou propina de US$ 1 por dose de vacina para negociação o imunizante, em um shopping em Brasília, e Blanco teria participado do encontro.

A comissão também convocou Dias e Domiguetti para prestarem depoimento, assim como requisitou informações ao restaurante Vasto e ao Brasília Shopping e a disponibilização dos vídeos de segurança de ambos gravados no dia 25 de fevereiro de 2021, data em que teria ocorrido o encontro entre eles.

A sessão da CPI da Covid nesta quarta-feira (30/6) é destinada ao depoimento do empresário Carlos Wizard. Ele, porém, preferiu usar o habeas corpus obtido no Supremo Tribunal Federal (STF) e afirmou que não responderia as perguntas dos senadores.

“Ele vai permanecer calado em relação todas as perguntas, como lhe assegura o habeas corpus. É exatamente a extensão do decidido e assim o fará”, afirmou Alberto Toron, advogado de Wizard.

0

Requerimentos

Antes da oitiva, o colegiado votou requerimentos de informação, quebras de sigilo e de convocações. A primeira convocação foi do líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR).

Os senadores também votaram as convocações de dois servidores do Ministério da Saúde: Regina Célia e Thiago Costa, ambos ligados a Barros e que tiveram participação na negociação da Covaxin, e dois funcionários da Precisa, Túlio Silveira e Emanuela Medrades. Assim como funcionários da Precisa.

A CPI da Covid aprovou, da mesma forma, as convocações de Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da Davati Medical Supply, e de Roberto Ferreira Dias, ex-diretor do Departamento de Logística em Saúde da Secretaria Executiva do Ministério da Saúde.

Confira a lista de convocados nesta quarta-feira:

  • Adeílson Loureiro Cavalcante, ex-secretário executivo do Ministério da Saúde
  • Antonio Jordão de Oliveira Neto, médico
  • Antônio José Barreto de Araújo Junior, ex-secretário executivo do Ministério da Cidadania
  • Cristiano Alberto Carvalho, procurador da Davati Medical Supply no Brasil
  • Danilo Berndt Trento, sócio da empresa Primarcial Holding e Participações
  • Emanuel Catori, sócio da Belcher Farmacêutica
  • Emanuela Medrades, diretora da Precisa Medicamentos
  • Gustavo Mendes Lima, gerente de medicamentos da Anvisa
  • Luciano Hang, dono da rede de lojas varejistas Havan
  • Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da Davati Medical Supply no Brasil
  • Marcelo Pires, coordenador de Logística do Ministério da Saúde
  • Marcelo Blanco, assessor do Ministério da Saúde
  • Regina Célia Silva Oliveira, servidora do Ministério da Saúde
  • Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara dos Deputados
  • Roberto Ferreira Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde
  • Robson Santos da Silva, secretário de saúde indígena do Ministério da Saúde
  • Rodrigo de Lima, funcionário do Ministério da Saúde
  • Rogério Rosso, ex-deputado e diretor da União Química
  • Silvio de Assis, empresário
  • Thiago Fernandes da Costa, servidor do Ministério da Saúde
  • Túlio Silveira, representante da Precisa Medicamentos

Mais lidas
Últimas notícias