Coronavírus: senador quer prorrogar prazo do Imposto de Renda

Antonio Anastasia (PSD-MG) afirmou que, sob quarentena e medidas profiláticas, população pode ter dificuldade de reunir documentos e dados

Rafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 18/03/2020 18:10

O senador Antonio Anastasia (PSD-MG) encaminhou, nesta quarta-feira (18/03), um ofício ao ministro da Economia, Paulo Guedes, pedindo que ele prorrogue a data limite de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRFF). A extensão do prazo seria uma maneira de minimizar impactos das medidas de isolamento e quarentena por causa do novo coronavírus.

“Sabemos que nessa hora de dificuldades de locomoção, nesse momento em que devemos, especialmente as pessoas de mais idade, ficar em casa, é difícil obter os documentos, ir aos escritórios de contabilidade, e diversos atos necessários ao imposto de renda”, justificou ele.

Segundo ele, todas as medidas que puderem ser tomadas para mitigar o impacto das tentativas de contenção da disseminação do coronavírus devem ser tomadas. “É hora de união nacional, é um momento de muita gravidade, talvez a maior crise que o Brasil já enfrentou nos seus 500 anos de história. Não é brincadeira”.

A Receita Federal começou a receber declarações no dia 2 de março e o contribuinte pode fazê-lo até 30 de abril.

Até agora, de acordo com a última atualização do Ministério da Saúde, de terça-feira (17/03), o Brasil tem 291 casos confirmados, com 8.819 suspeitas. Na tarde desta quarta-feira, a secretaria de Saúde de São Paulo confirmou a terceira morte pela doença Covid-19, causada pelo vírus – são dois no estado, que tem o maior número de registros e outro no Rio de Janeiro.

Últimas notícias