Coronavírus: Mandetta diz que Brasil já vive colapso do sistema de saúde

Já são 5.466 mortes e 78.162 casos confirmados de coronavírus no país. Nas últimas 24 horas, foram registrados 449 óbitos

atualizado 30/04/2020 15:18

Ministro Luiz Henrique Mandetta fala sobre acordo com a ChinaIgo Estrela/Metrópoles

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM) afirmou nesta quinta-feira (30/04) que o sistema de saúde do Brasil já está em colapso em decorrência do novo coronavírus. No Twitter, o médico lamentou o avanço da crise no país.

“Sempre foi uma previsão que torci para não se cumprir, que trabalhei para evitar, mas que infelizmente estamos vivendo”, disse Mandetta.

Como defendia antes mesmo de deixar o governo, o ex-ministro recomendou que a população lavasse as mãos, mantivesse distanciamento e responsabilidade social. “Todos em defesa da vida! #fiqueemcasa. Se não puder, cuidado dobrado!”.

Segundo boletim do Ministério da Saúde de quarta-feira (29/04), já são 5.466 mortes e 78.162 casos confirmados de coronavírus. Foram registrados 449 óbitos nas últimas 24 horas.

Mandetta foi demitido pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), durante o enfrentamento à Covid-19, no último 16 de abril. Ele e o chefe do Executivo discordaram das medidas de combate e prevenção à infecção.

Bolsonaro defende o isolamento vertical, quando é apenas para pessoas do grupo de risco (idosos e com comorbidades). O ex-ministro recomendava o isolamento geral, para evitar o contágio e o avanço da doença. Dessa maneira, avaliava Mandetta, menos pessoas precisariam do sistema de saúde de uma só vez.

Últimas notícias