Coronavírus: 5,8 mil brasileiros esperam repatriação pelo mundo

Ministro das Relações Exteriores apresentou cenário de operações para resgate de cidadãos do país impedidos de retornar por falta de voos

atualizado 01/04/2020 17:36

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, informou nesta quarta-feira (01/04) que há cerca de 5,8 mil brasileiros no exterior com dificuldade de retornar ao Brasil.

A declaração foi dada durante coletiva à imprensa para apresentar medidas adotadas pelo governo no combate à Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

De acordo com o chanceler brasileiro, o Itamaraty está em contato com as embaixadas dos países de todo o mundo para repatriar cidadãos.

“Todos os brasileiros que estão no exterior precisando da repatriação são prioridade para nós”, disse o ministro. “A gente pede que brasileiros que estão no exterior se identifiquem, onde estão, qual a situação que se encontram, para que possam ser atendidos.”

Até esta quarta, já foram repatriados brasileiros que estavam no Peru, no Marrocos e no Equador.

Durante a coletiva, Araújo ainda afirmou que o governo brasileiro já conseguiu repatriar cerca de 6 mil brasileiros que estavam em Portugal, mas ressaltou que um grupo de aproximadamente 1.500 cidadãos ainda estão presos no país europeu.

Além de Araújo, também participaram os ministros Braga Netto (Casa Civil), Luiz Henrique Mandetta (Saúde), Tereza Cristina (Agricultura), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) e Fernando Azevedo e Silva (Defesa).

Últimas notícias