Congresso decide ignorar dados do Ministério da Saúde sobre Covid-19

Presidente do Senado anunciou que comissão de acompanhamento das ações de combate ao coronavírus usará dados das secretarias estaduais

atualizado 08/06/2020 17:55

Presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP) comanda sessão deliberativa remota do Senado Federal nesta terça-feira (05/05) | Foto: Waldemir Barreto/Agência SenadoFoto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), informou, nesta segunda-feira (08/06), que a Comissão Mista Especial de Acompanhamento da Covid-19 vai utilizar dados das secretarias estaduais como base para os trabalhos. Em meio à polêmica sobre a divulgação dos números por parte do Ministério da Saúde, o Congresso vai desconsiderar as informações federais no colegiado.

“É papel do Parlamento buscar a transparência em um momento tão difícil para todos”, escreveu Alcolumbre. Segundo ele, a decisão foi tomada em reunião de líderes nesta segunda-feira.

A Comissão Mista foi instaurada no Congresso para acompanhar as ações do governo federal para o combate à Covid-19. Criado no mesmo decreto que reconheceu a calamidade pública, o colegiado vem fazendo uma série de oitivas e reuniões com ministros e técnicos para fiscalizar a aplicação de recursos.

Desde que o general Eduardo Pazuello assumiu interinamente o Ministério da Saúde, a pasta vem protagonizando polêmicas quanto à divulgação dos dados do novo coronavírus, incluindo o atraso na divulgação dos números consolidados do dia para atrapalhar a veiculação deles pela imprensa. Oficialmente, o argumento é de que os atrasos se dariam por “burocracias” quanto aos dados estaduais, mas o próprio presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, na semana passada, que, com a mudança, “acabou matéria no Jornal Nacional”.

0

Últimas notícias