“Confio 100% só no meu pai e na minha mãe”, diz Bolsonaro sobre Onyx

Presidente eleito saiu em defesa de seu futuro chefe da Casa Civil, acusado de envolvimento com caixa 2

atualizado 14/11/2018 18:04

JP Rodrigues/Metrópoles

Questionado sobre suspeitas de caixa 2 para Onyx Lorenzoni, nesta quarta-feira (14/11), o presidente eleito, Jair Bolsonaro, diz confiar integralmente apenas “no meu pai e na minha mãe”. Reportagem do jornal Folha de S.Paulo publicada nesta quarta-feira (14/11) revela que o indicado à Casa Civil teria recebido R$ 100 mil de forma irregular pagos pela J&F. O episódio teria ocorrido em 2012.

Uma planilha foi entregue por delatores da empresa à Procuradoria Geral da República (PGR), que avaliará a abertura de um inquérito. “Ele não é réu”, disse Bolsonaro, sobre possíveis denúncias contra Onyx Lorenzoni. Uma jornalista insistiu: “Confia 100% nele?” O presidente eleito respondeu: “100% só confio no meu pai e na minha mãe”.

O indicado à Casa Civil nega as denúncias. Ele alegou que a informação apenas “requenta” uma acusação passada. “Nada temo. Não é a primeira vez que o sistema tenta me envolver com a corrupção. Eu combato a corrupção e essa é a história da minha vida”, afirmou, nesta quarta, Lorenzoni,

O futuro chefe da Casa Civil já admitiu ter recebido da empresa R$ 100 mil via caixa 2 para a campanha de 2014. Ele pediu desculpas por esse caso.

Bolsonaro falou com a imprensa logo após anunciar o diplomata Ernesto Araújo para o Ministério das Relações Exteriores.

Últimas notícias