Câmara do Rio rejeita denúncias e Crivella livra-se de impeachment

Vereadores acataram parecer da comissão processante, que não viu responsabilidade do prefeito em irregularidades em contratos de publicidade

DIVULGAÇÃO

atualizado 25/06/2019 17:43

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro rejeitou, nesta terça-feira (25/06/2019), as denúncias de irregularidades contra o prefeito Marcelo Crivella (PRB) e arquivou o processo de impeachment ao qual ele respondia. Os vereadores decidiram acatar o parecer entregue pela comissão que analisou três denúncias sobre o mesmo caso. Os integrantes do colegiado concluíram que o prefeito não teve culpa nas irregularidades verificadas. Com informações do G1.

Os vereadores realizaram três votações, relativas a cada um das denúncias. Na primeira, foram 35  votos favoráveis a Crivella e 13 contrários, com 1 abstenção. O segundo processo repetiu o placar do primeiro e o terceiro teve 34 votos para o prefeito, 14 contra e uma abstenção.

Arquivamento
O relator da Comissão do processo de impeachment contra o prefeito, vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Podemos), pediu na última quarta-feira (19/06/2019) o arquivamento do processo. A comissão processante concluiu que Crivella não cometeu nenhum crime na renovação dos contratos de publicidade para relógios de rua e pontos de ônibus.

Para a comissão que avaliou as denúncias, houve erros cometidos por servidores na renovação de contratos com empresas que administravam anúncios no mobiliário urbano. Com a suspensão dos acordos, a prefeitura terá que devolver R$ 68 milhões, valor que tinha sido adiantado às empresas.

Últimas notícias