Bolsonaro: “Quem vota em Aziz ou é ignorante ou nasceu naquele lugar”

Na quinta, o presidente já havia feito ataques contra o senador ao falar sobre a suposta compra de doses superfaturadas da Covaxin

atualizado 09/07/2021 14:10

Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a atacar o presidente da CPI da Covid-19senador Omar Aziz (PSD-AM), na manhã desta sexta-feira (9/7). Em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, o chefe do Executivo disse que os eleitores de Aziz “ou são ignorantes ou nasceram naquele lugar”.

“Quem vota em Omar Aziz ou é ignorante ou nasceu naquele lugar. O cara que desviou 260 milhões [de reais] da saúde investigando saúde. Olha, pessoal: não foi comprado nada, então não tem corrupção. Ninguém engravida por pensamento, quem quer que seja, a não ser Renan Calheiros, que tem um filho com a amante. Então, esse é o perfil daqueles que estão na CPI, não todos, né, desses G7 lá”, disse Bolsonaro.

O momento foi gravado e divulgado por um canal simpatizante ao governo.

Nesta sexta, em entrevista à CBN, Aziz alfinetou Bolsonaro por ainda não ter se posicionado em relação às acusações feitas pelo deputado Luis Miranda (DEM-DF). “Tá com medinho?”, disse Aziz. O senador afirmou que Bolsonaro tem obrigação de esclarecer se o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (Progressistas-PR), participou das negociações para compra da vacina indiana Covaxin, que estão sob suspeita de corrupção. Ele reiterou que Barros será ouvido pela comissão em breve.

Na quinta-feira (8/7), o presidente já havia feito ataques contra o senador ao falar sobre a suposta compra de doses superfaturadas da Covaxin. O chefe do Executivo afirmou que, para acreditar nessa denúncia, só alguém que “desviou 260 milhões de seu estado, como o Omar Aziz”.

“[…] a Covaxin não tinha passado pela Anvisa. Depois tem a CGU, que faz um pente-fino na maioria dos contratos; e depois ainda tem o TCU. Como você vai fazer uma sacanagem dessa? Só na cabeça de um cara que desvia, no seu estado, R$ 260 milhões, como o Omar Aziz desviou, é que pode falar isso aí. Só um cara que tem 17 inquéritos por corrupção e lavagem de dinheiro no Supremo, como o Renan Calheiros faz”, disse o mandatário da República.

No mesmo momento, o parlamentar rebateu a fala de Bolsonaro durante sessão da CPI da Covid. “Eu, o vice-presidente da CPI e o relator estamos mandando uma carta para o senhor dizer se o deputado Luis Miranda está falando a verdade ou está mentindo. O senhor não responde. O Brasil só quer uma resposta, presidente”, disse Aziz durante o depoimento da ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde Francieli Fantinato.

“O presidente da República, como de costume, passou 50 minutos no cercadinho, cercado que utiliza para assacar contra a honra dos outros. De uma forma vil, me coloca como se eu tivesse desviado R$ 260 milhões. Não sei aonde que ele ouviu isso”, declarou o senador.

Últimas notícias