Bolsonaro participa mais uma vez de ato que pede fechamento do STF

Os manifestantes fizeram carreata ao longo do Eixo Monumental, passando pela Catedral de Brasília e em frente ao Museu da República

atualizado 31/05/2020 14:33

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fazem nova manifestação na Praça dos Três Poderes na manhã deste domingo (31/05). Além do ato de apoio ao chefe do Executivo em frente ao Palácio do Planalto, protestam contra o Supremo Tribunal Federal (STF) diante da Corte.

Os manifestantes fizeram grande carreata ao longo do Eixo Monumental, passando em frente à Catedral de Brasília e pelo Museu da República. “Ôôô… eu sou conservador, eu sou conservador”, cantavam. Grande parte vestia verde e amarelo. “Supremo é o povo. Supremo é o povo”, declarava uma das participantes em carro de som.

O mandatário do país deixou o Palácio da Alvorada de helicóptero e sobrevoou o local da manifestação, acompanhado do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva. Bolsonaro fez uma transmissão ao vivo no Facebook para mostrar os protestos.

Após pousar na vice-presidência, o chefe do Executivo caminhou até o Palácio do Planalto para cumprimentar apoiadores. Ele não usou máscara durante todo tempo em que esteve na manifestação.

O presidente montou em um cavalo da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), que fazia a segurança da área, e voltou a passar em frente aos manifestantes. Depois, deixou o local. Os apoiadores começaram a se dispersar por volta das 12h30.

0

Pela primeira vez desde quando o presidente começou a comparecer em atos pró-governo, seguranças do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) passaram a revistar o público antes de liberar o acesso em frente ao Palácio do Planalto, onde Bolsonaro se posiciona para apoiar as manifestações.

Além dos pedidos de intervenção militar, o grupo carregava bandeiras com o brasão do Brasil imperial e faixas com dizeres como “Fechados com Bolsonaro”.

Últimas notícias