Bolsonaro: Índia enviará matéria-prima para produzir cloroquina

Em pronunciamento, o presidente da República voltou a defender o uso do medicamento para tratamento do novo coronavírus

Reprodução

atualizado 08/04/2020 21:25

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou, nesta quarta-feira (08/04), que a Índia enviará matéria-prima para o Brasil continuar a produção do hidroxicloroquina. O anúncio foi feito durante pronunciamento oficial em cadeia nacional de rádio e televisão.

“Fruto da minha conversa direta com o primeiro-ministro da Índia [Narendra Modi], o Brasil receberá, até sábado, matéria-prima para continuarmos produzindo cloroquina. Agradeço ao primeiro-ministro e ao povo indiano por essa ajuda tão oportuna ao povo brasileiro”, disse.

Durante o discurso, de aproximadamente quatro minutos, Bolsonaro defendeu novamente o uso do medicamento para tratar as infecções pelo novo coronavírus, apesar da falta de comprovação científica de que a substância funciona.

“Após ouvir médicos, pesquisadores e chefes de Estado de outros países, passei a divulgar, nos últimos 40 dias, a possibilidade de tratamento da doença desde sua fase inicial”, contou.

O presidente citou o caso do cardiologista Roberto Kalil Filho, do hospital Sírio-Libanês, que admitiu ter tomado o remédio e, segundo ele, ter indicado a pacientes mesmo sem ter finalizado o protocolo de testes “para não se arrepender no futuro”.

“Todos estão salvos. Disse mais, que mesmo sem ter finalizado o protocolo de testes, ministrou o medicamento agora para não se arrepender no futuro. Essa decisão pode entrar na história como tendo salvo milhares de vidas no Brasil. Nossos parabéns ao doutor Kalil.”

Últimas notícias