Bolsonaro critica lucro “abusivo” da Petrobras na crise: “É um crime”

Presidente fez apelo para empresa não aumentar novamente o preços dos combustíveis: "Petrobras, não quebre o Brasil"

atualizado 05/05/2022 21:49

Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar duramente a Petrobras nesta quinta-feira (5/5). Durante transmissão ao vivo nas redes sociais, o chefe do Executivo disse que é um “crime” e um “estupro” a empresa ter um lucro “abusivo” em períodos de crise. “Faço um apelo: Petrobras, não quebre o Brasil”, disse Bolsonaro, aos gritos.

A declaração do presidente foi feita momentos antes da petroleira informar que registrou lucro de R$ 44,561 bilhões no primeiro trimestre deste ano — resultado 3.718,4% maior do que o lucrado no mesmo período do ano passado, quando a estatal faturou R$ 1,167 bilhão.

“Eu não posso entender, a Petrobras durante crise da pandemia e a guerra lá fora, a Petrobras faturar horrores. O lucro da Petrobras é maior que a crise. Isso é um crime, é inadmissível”, afirmou Bolsonaro. 

Na live, o chefe do Executivo federal apelou para que a petroleira não anunciar um novo aumento nos preço dos combustíveis, pois um novo reajuste “pode quebrar o Brasil”.

“O momento é de guerra. A gente apela para a Petrobras. Não reajuste os preços dos combustíveis. Vocês estão tendo um lucro absurdo. Se continuar tendo lucro dessa forma, e aumentar o preço dos combustíveis, vai quebrar o Brasil”, disse.

“Sei que [a Petrobras] tem acionistas. Mas quem são os acionistas? Fundos de pensões dos Estados Unidos. Nós estamos bancando pensões gordas nos Estados Unidos. Petrobras, estamos em guerra. Petrobras, não aumente mais o preço dos combustíveis. O lucro de vocês é um estupro, é um absurdo. Vocês não podem mais aumentar mais os preços dos combustíveis”, acrescentou Bolsonaro, com o tom alterado. 

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Críticas à Petrobras

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a Petrobras no início deste ano, quando a empresa anunciou um reajuste no preço dos combustíveis no Brasil. A alta tem influenciado no aumento do preço de outros produtos, o que também tem gerado críticas ao governo do atual chefe do Executivo.

Neste ano, a Petrobras informou que registrou lucro líquido recorde de R$ 106,6 bilhões em 2021. Em 2020, a estatal reportou ganhos de R$ 31,504 bilhões, o que representa um avanço anual de 1.400,7%. Desde então, Bolsonaro tem dito que o lucro da petroleira poderia ser diminuído diante da crise mundial para o país “não sofrer muito” com a elevação dos preços dos combustíveis

Em meio ao novo reajuste, o presidente trocou o presidente da empresa. No lugar do general Joaquim Silva e Luna, o governo indicou, e o conselho da petroleira aprovou, José Mauro Ferreira Coelho para a presidência da Petrobras.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias