Bolsonarista diz que Frota o denunciou ao STF por “coceira no furico”

Tucano pediu à Corte que adote medidas para evitar uma “violência desmedida” contra as instituições no 7 de Setembro e citou Nelson Barbudo

atualizado 01/09/2021 22:25

Michel Jesus/Agência Câmara

Alvo de notícia-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP), o deputado bolsonarista Nelson Barbudo (PSL-MT) afirmou, nesta quarta-feira (1°/9), que o tucano é um “zé ruela” e que o denunciou porque “acordou com coceira no furico”.

“Vejam vocês, logo eu, um homem conservador, sendo acusado por um zé ruela. Acho que ele acordou com coceira no furico e não tinha o que fazer e resolveu me denunciar. Alexandre Frota, um homenzarrão, alto, de grande postura. Me respeita”, afirmou Barbudo, em vídeo divulgado nas redes sociais.

“O que que esse crápula, esse furico arrombado teve coragem de me denunciar: que estou preparando atos violentos, estou organizando uma intervenção no STF. Propagando violência desmedida, convocando grupo militares e paramilitares. Virei o Che Guevara do Brasil”, acrescentou.

Veja o vídeo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Nelson Barbudo Dep. Federal (@nelsonbarbudo)

Barbudo disse que a acusação não tem fundamento, avisou que denunciaria Frota por fake news e o chamou de “traidor”. “Não tem moral com essa vida porca que você tem”, disse.

Violência desmedida

Frota pediu ao STF que adote medidas para evitar uma “violência desmedida” contra as instituições no protesto bolsonarista de 7 de Setembro. O documento também foi enviado ao Ministério Público de São Paulo (MPSP), onde a maior manifestação deve acontecer, na Avenida Paulista.

No documento, o deputado afirmou ter tentado “alertar todas as instituições estabelecidas para que tomem providências no sentido de evitar um confronto maior” e afirmou que os protestos pró-Bolsonaro buscam uma intervenção no Supremo.

Mais lidas
Últimas notícias