Aziz ironiza viagem de Eduardo Bolsonaro a Dubai: “Sheik Duduzinho”

Presidente da CPI da Covid criticou a viagem do deputado federal. Eduardo nega ter usado dinheiro público no passeio

atualizado 18/10/2021 13:29

Eduardo Bolsonaro e família posam em viagem a DubaiRedes sociais/Reprodução

O presidente da CPI da Covid-19, Omar Aziz (PSD-AM), ironizou, nesta segunda-feira (18/10), a viagem do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) aos Emirados Árabes. “Está lá em Dubai tirando foto com dinheiro do povo brasileiro”, disse o senador.

Aziz chamou o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de “verdadeiro sheik Dudu Bolsonaro”, em referência à publicação em que o deputado aparece usando kandura (vestido longo).

“Ele está lá em Dubai agora, Dudu Bolsonaro, o Duduzinho Bolsonaro está em Dubai tirando foto com dinheiro do povo brasileiro e acha que é melhor, mais honesto que muitos brasileiros, acha que é mais patriota. Vi uma foto dele de sheik: é o verdadeiro sheik Dudu Bolsonaro”, disparou.

A provocação ocorreu quando o senador amazonense lembrava da pressão de Eduardo para fazer o governador do Amazonas, Wilson Lima, revogar o lockdown em dezembro de 2020. A não adoção do distanciamento social é apontada por especialistas como um dos fatores que contribuiu para o colapso sanitário no estado, em razão do crescimento de casos da Covid-19.

“Em 26 de dezembro, o governador decretou lockdown. Aí, muitos que o senador Renan Calheiros está indiciando, começaram a se posicionar na internet dizendo que era um absurdo, pedindo manifestação, para ir para a porta do governador. E o governador recua. Eduardo Bolsonaro era um dos que dizia: ‘Tem que ir para cima'”, narra.

Eduardo responde

Nas redes sociais, Eduardo se defendeu das críticas que sofreu pela viagem. “Eu não estou vindo aqui com dinheiro público. A minha vinda tem zero reais de dinheiro do contribuinte. Mas poderia estar aqui com dinheiro publico, que ainda assim isso seria lucrativo e saudável para o Brasil”, disse o parlamentar em vídeo publicado no Twitter.

Segundo o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), enviar uma comitiva brasileira grande a Dubai representa “prestígio” e, por isso, a missão – que vai custar cerca de R$ 3,6 milhões.

O deputado federal também postou mais uma foto no Twitter vestido com roupas típicas árabes. “Se postar foto vestido de árabe está irritando os genocidas da esquerda, aqui vai mais uma”, escreveu ele na publicação.

Veja o post:

Mais lidas
Últimas notícias