“Violência não se justifica”, diz Boulos sobre ataque a Bolsonaro

Quando cumpria agenda em Juiz de Fora (MG), presidenciável pelo PSL foi atingido por um golpe de faca. Ele passou por uma cirurgia no fígado

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 06/09/2018 18:44

O candidato à Presidência da República pelo PSol, Guilherme Boulos, se manifestou a respeito do episódio envolvendo o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), dizendo que a violência não pode tomar o lugar do debate político. “Soube agora do que ocorreu com Bolsonaro em Minas. A violência não se justifica, não pode tomar o lugar do debate político. Repudiamos toda e qualquer ação de ódio e cobramos investigação sobre o fato”, afirmou.

O presidenciável pelo PSL cumpria agenda em Juiz de Fora (MG), quando um homem, que estava entre seus eleitores, o feriu com uma faca. Bolsonaro foi levado ao hospital e passou por uma cirurgia no fígado. O agressor foi identificado e detido pela Polícia Federal (PF).

Últimas notícias