metropoles.com

TRF-4 rejeita pedido de Lula para não ser julgado por Thompson Flores

A defesa do ex-presidente alega que o desembargador não é imparcial sobre o processo do petista. A negativa foi unânime na Quarta Seção

atualizado

Compartilhar notícia

Rafaela Felicciano/Metrópoles
lula
1 de 1 lula - Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) rejeitou nesta quinta-feira (18/07/2019) um pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para impedir que o desembargador Carlos Thompson Flores julgue o processo do sítio de Atibaia na segunda instância.

Com votos de Claudia Cristina Cristofani, Nivaldo Brunoni, Salise Monteiro Sanchotene e Danilo Pereira Júnior, a decisão foi unânime. Os advogados do petista alegavam parcialidade de Flores no processo, uma vez que ele impediu a soltura do ex-presidente em julho do ano passado.

À época, o plantonista Rogério Favreto expediu um habeas corpus para que Lula fosse solto. Mas Thompson, que ocupava a presidência do tribunal, determinou que ele continuasse em reclusão.

Em fevereiro deste ano, Lula foi condenado pela Justiça Federal do Paraná a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro no processo do sítio. Ele teria recebido propina por meio de uma reforma em um sítio em Atibaia (SP). A defesa dele recorreu, mas ainda não há uma data para julgamento.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações