“Se for para ser um banana, um poste, estou fora”, diz Bolsonaro

Presidente brasileiro rebateu as críticas que recebeu por intervir em órgãos como a Polícia Federal e a Receita

JP Rodrigues/MetrópolesJP Rodrigues/Metrópoles

atualizado 21/08/2019 13:29

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) rebateu as críticas que recebeu por intervir em órgãos como a Polícia Federal e a Receita. O chefe do Executivo disse que foi eleito mandatário do país para “interferir mesmo”. Caso contrário, seria um “banana”.

“Olha, fui presidente para interferir mesmo, se é isso que eles querem”, frisou. “Se é para ser um banana, um poste dentro da Presidência, eu estou fora, pô!”, completou Bolsonaro ao discursar para uma plateia de empresários do setor de produção de aço.

Na semana passada, o presidente sinalizou que trocaria o superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro por “produtividade” e devido a um “sentimento” para evitar problema. A fala, no entanto, repercutiu mal na corporação. Os policiais disseram que não aceitariam uma indicação “de cima para baixo” e ameaçaram “implodir” caso o ministro da Justiça, Sergio Moro, cedesse à pressão do Palácio do Planalto.

No caso da Receita Federal, o chefe do Executivo acusou o órgão de fazer uma “devassa” na vida financeira da família Bolsonaro que vive no Vale da Ribeira (SP). Nesta semana, o número dois do órgão foi trocado, mas o Planalto informou que não interferiu na mudança.

Últimas notícias