PSDB: “Soltura de Lula frustra milhares de brasileiros”

Em nota, o líder do partido na Câmara, Carlos Sampaio, lamenta efeitos da decisão do STF sobre petistas presos

Luis Macedo/Câmara dos DeputadosLuis Macedo/Câmara dos Deputados

atualizado 08/11/2019 18:15

O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), lamentou que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de proibir as prisões enquanto há possibilidade de recursos beneficie petistas presos e condenados em segunda instância.

Em nota divulgada nesta sexta-feira (08/11/2019), o tucano considerou que a libertação dos políticos “frustrou a expectativa de milhares de brasileiros. Sampaio defendeu que o Congresso Nacional decida sobre uma mudança na Constituição que institua a prisão por cumprimento da pena, no curso do processo, contrário ao entendimento que prevaleceu nessa quinta-feira (07/11/2119).

“A soltura de Lula, depois que o STF julgou inconstitucional a prisão após segunda instância, sem dúvida frustou a expectativa de milhares de brasileiros. Mas não é só: outros condenados pela Lava Jato também podem ser colocados em liberdade. O Congresso precisa decidir sobre a PEC que pode mudar essa realidade. É o que todos esperam.”

No rol de políticos que devem deixar a cadeia, está o ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto e o ex-ministro e deputado federal cassado José Dirceu, além do ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque.

Últimas notícias