*
 

Presidente eleito, Jair Bolsonaro declarou nesta terça-feira (6/11), em discurso durante sessão solene em homenagem à Constituição, que o cumprimento dos preceitos constitucionais é o “norte” de uma democracia.

O próximo titular do Palácio do Planalto chegou ao evento pouco antes das 10h. O local escolhido para a cerimônia foi o Congresso Nacional – classificado por Bolsonaro como “um dos centros do poder”.

“Na topografia, existem três nortes, o da quadrícula, o verdadeiro e o magnético. Na democracia, só um norte, é o da nossa Constituição”, salientou o futuro chefe do país, ao lado de autoridades dos Três Poderes, como o presidente Michel Temer.

Daniel Ferreira / Metrópoles

José Sarney, Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia

Bolsonaro destacou o compromisso das autoridades dos Três Poderes presentes com o respeito à Constituição. “A responsabilidade é de todos nós”, disse. Ao fazer referência ao seu governo à frente do Executivo nacional, Bolsonaro afirmou que o país “tem tudo para ser uma grande nação”. “Vamos continuar construindo o Brasil que nosso povo merece”, ressaltou.

Contrariando expectativas do meio político, a sessão contou com poucos participantes. Em discurso de abertura da cerimônia, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), frisou a importância da Constituição no regime democrático. “Devemos sempre respeitá-la e, principalmente, cumpri-la”, pontuou.

 

O presidente eleito deixou a cerimônia antes do fim, depois de improvisar um discurso não previsto. Em sua chegada ao Congresso Nacional, Bolsonaro se disse “muito feliz” por retornar à Câmara. Ele desembarcou na Base Aérea de Brasília às 8h55.

Bolsonaro viajou acompanhado de aliados. Entre eles, o advogado e correligionário Gustavo Bebianno. Forte esquema de segurança opera o deslocamento de Bolsonaro desde a Base Aérea até o Congresso Nacional.