Maia vê semelhanças entre reforma tributária dos estados e da Câmara

Segundo o presidente da Câmara dos Deputados, o primeiro desafio dos deputados é ao menos simplificar o regime de impostos no país

Andre Borges/Especial para o MetrópolesAndre Borges/Especial para o Metrópoles

atualizado 11/09/2019 16:27

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), comemorou nesta quarta-feira (11/09/2019) as similaridades entre a proposta de reforma tributária dos secretários de Fazenda dos entes federativos e o projeto que tramita na Casa, de autoria do líder do MDB, Baleia Rossi (SP).

“A base da proposta dos governadores é a PEC da Câmara dos Deputados com aperfeiçoamentos. Fiquei bastante otimista com a possibilidade de, em breve, o Brasil voltar a crescer de forma sustentável com o empenho que o Senado e a Câmara têm hoje em relação à reforma tributária”, disse.

Segundo Maia, o primeiro desafio dos deputados é ao menos simplificar os impostos. Mas ressaltou a importância da aprovação de outras reformas, como a da Previdência: “[As reformas] são decisivas. Ninguém vai reduzir carga tributária sem melhorar a eficiência”.

Com relatoria do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), a proposta de reforma tributária da Câmara já foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara e é analisada pela comissão especial da Casa. O texto apresentado por Baleia é de autoria do economista Bernard Appy, do Centro de Cidadania Fiscal.

Os deputados Rodrigo Maia e Aguinaldo Ribeiro, além de Appy, participaram nesta quarta do “Fórum CNT: O que esperar da reforma tributária? Impacto das propostas para o transporte”, que reuniu especialistas para discutir o sistema de impostos brasileiro.

Últimas notícias