Maia sobre aprovação de pacote anticrime de Moro: “Eu prometi”

O deputado fluminense disse que, até o fim do ano, ao menos 70% dos pontos do projeto original serão aprovados no plenário

Hugo Barreto/MetrópolesHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 16/10/2019 16:46

 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), garantiu nesta quarta-feira (16/10/2019) que o pacote anticrime do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, será aprovado em plenário ainda neste ano.

“Vai andar bem, com 70% do texto original aprovado. Tiramos as coisas mais polêmicas. Se entenderem que querem, o excludente vai ter que ser votado por destaque. É um tema difícil para ser aprovado”, justificou ao chegar na Câmara.

O deputado fluminense afirmou que, além de Moro, ele também “deu a palavra” ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). “Sem dúvida vai ser aprovado esse ano. Eu prometi, ele [Moro] pode ficar tranquilo. Dei também minha palavra ao presidente da República e vou cumprir.”

Maia se reúne nesta tarde com líderes partidários para definir já a pauta do plenário da semana que vem.”Eu prometi que a pauta da semana seguinte seria acordada na semana anterior, para que os deputados conhecessem o mérito das matérias.”

Questionado, o deputado fluminense contou que teve uma reunião com lideranças sobre o projeto que altera o decreto de armas, também defendido pelo governo Bolsonaro, e que o assunto está fluindo.

No entanto, não soube dizer se o projeto seria analisado pelo plenário e ressaltou ser contrário à proposta. “É um tema muito difícil, armar a sociedade não vai resolver o problema de segurança púbica no Brasil”, avaliou.

Últimas notícias