*
 

Os vereadores do Rio de Janeiro aprovaram, na quarta-feira (5/12), a lei que permite a construção de um templo de cinco andares de uma igreja evangélica na Avenida das Américas, uma das principais da Barra. Trata-se da Igreja Batista Atitude, frequentada pela futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro ,e pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro. A informação é do Blog do Anselmo, do jornal O Globo.

O projeto de lei é de autoria dos vereadores Inaldo Silva (PRB), Felipe Michel (PSDB) e Marcello Siciliano (PHS), parlamentar investigado pela suspeita de ser o mandante do assassinato da vereadora Marielle Franco, que também vitimou o motorista dela, Anderson Gomes.

Na justificativa da proposta, os autores argumentam a necessidade de “criar condições para a implantação da Igreja Batista Atitude da Barra da Tijuca, que constitui importante referência para a comunidade local, não só por seu caráter religioso, mas por assumir ainda funções de assistência social que abrangem toda a circunvizinhança”, diz o projeto aprovado.

“Atuando no local desde 2014, esta igreja reúne em torno de 8.000 pessoas em seus cultos, e além dos cursos de formação religiosa, fornece outros serviços à comunidade na área educacional, médica e assistencial, tais como cursos de línguas, pré-vestibular, cursos profissionalizantes, terapias para casais, atendimento jurídico, psiquiátrico, médico, psicológico e nutricional, programa de recuperação de dependentes químicos, esportes para jovens e para a terceira idade, balcão de empregos, entre outros”, diz a proposta.