Eduardo Bolsonaro propõe governo de transição de oposição na Venezuela

Recomendação foi feita no Twitter na tarde dessa segunda feira (7/1)

Zeca Ribeiro/Câmara dos DeputadosZeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

atualizado 07/01/2019 18:57

O deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) defendeu nesta segunda-feira (7/1) pelo Twitter, que a oposição venezuelana nomeie um governo de transição, como sinal do não reconhecimento do pleito que reelegeu Nicolás Maduro como presidente. O tuíte de Eduardo é uma resposta a um vídeo publicado por Miguel Ángel Martín, advogado venezuelano crítico do governo de Maduro.

Na última sexta-feira (4/1) 13 países latino-americanos reunidos no Grupo de Lima decidiram não reconhecer o novo mandato de Nicolás Maduro, que deve tomar posse nesta quinta-feira (10/1). A Venezuela acusou o Grupo, do qual o Brasil faz parte, de incentivar um golpe de estado com o apoio dos Estados Unidos.

Reeleito com votação recorde, o filho do meio do presidente Jair Bolsonaro já sinalizou que tem interesse em presidir a Comissão de Relações Exteriores da Câmara.

Confira o tweet:

Últimas notícias