O senador Romário Faria (Podemos-RJ) foi visto em um bar na Asa Sul, em Brasília, na noite dessa quarta-feira (6/2) com um carro oficial do Senado. O político estava dentro do estabelecimento na companhia de outras pessoas, enquanto o motorista com o veículo o esperava do lado de fora.

A reportagem do Metrópoles tentou chegar perto do senador, mas os seguranças dele não deixaram e tampouco confirmaram se o carro estava lá à espera do parlamentar. Em contato com funcionários da garagem do Senado, foi confirmado que o veículo pertence ao gabinete do senador carioca.

Vinícius Santa Rosa/Metrópoles

O senador Romário foi visto em um bar em Brasília enquanto um carro oficial da Casa estava estacionado na frente do estabelecimento

 

A assessoria de imprensa informou que “o senador usa o carro oficial para várias atividades, como ir ao aeroporto, ao Congresso, a reuniões externas, ao médico e a saídas para refeições, como foi o caso do restaurante de ontem [quarta] à noite”. Segundo a comunicação, “não há nenhuma vedação a esse tipo de uso do carro”.

Festa
Conhecido por um estilo particular, o ex-astro do futebol brasileiro já se envolveu em outra polêmica em Brasília, após ser eleito deputado federal. Em 2013, ele decidiu celebrar o novo cargo com uma festa para amigos em uma casa no Lago Sul.

Os vizinhos não gostaram nada e chamaram a polícia devido ao barulho. Romário chegou a levar uma bronca do partido à época, o PSB, pela celebração, uma vez que ele era o presidente da legenda no Rio.

Romário foi eleito senador em 2014. O mandato dele, que teve início em 2015, termina em 2023. O ex-jogador entrou para a vida política em 2009, ao se filiar ao PSB. Em 2010, ele concorreu ao cargo de deputado federal pelo Rio de Janeiro e foi o sexto mais votado. Em 2018, o parlamentar disputou o governo de seu estado: ficou em quarto lugar, com 8,70% do total de votos apurados.