*
 

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (5/12) o requerimento de urgência do projeto que trata sobre perdão das dívidas do Funrural (9252/2017), de autoria do deputado Jerônimo Goergen (PP-RS). Havia resistência da base do governo de Michel Temer e também do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para barrar o avanço do projeto, que pode impactar o orçamento da União.

Na terça (4), Goergen disse que a aprovação da urgência da proposta dá ao setor “força para jogar ao próximo governo para negociar”, independentemente da votação futura do mérito em plenário. “Não é o mérito do projeto que vai ser a solução, e sim a urgência e uma nova prorrogação para o novo governo sentar com o setor”, disse

Os ruralistas tentam também negociar a edição de nova Medida Provisória (MP) para ampliar o prazo de renegociação do passivo desse tributo, estimado em R$ 2 bilhões. Como o prazo final vence em 31 de dezembro, os ruralistas ganhariam tempo para renegociar com o futuro governo Bolsonaro uma saída para o imbróglio.