Bolsonaro sobre posse na Argentina: “A gente não quer brigar”

Segundo o presidente, a decisão de enviar o vice Hamilton Mourão não se trata de um recuo em relação a posicionamento anterior

Foto: Rafaela Felicciano/MetrópolesFoto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 10/12/2019 10:26

Ao comentar a decisão de enviar o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, para a posse do novo mandatário da Argentina, Alberto Fernández, nesta terça-feira (10/12/2019), o chefe do Executivo nacional, Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou que a intenção não é “brigar com ninguém”, mas fazer comércio com o mundo todo.

“A gente não quer brigar com ninguém. A gente quer fazer comércio com o mundo todo”, disse o titular do Planalto ao deixar o Palácio da Alvorada.

Segundo Bolsonaro, não se trata de um recuo quanto ao posicionamento anterior, de deixar a representação do Brasil na posse do argentino a cargo do embaixador do país em Buenos Aires, Sérgio Danese.

“Porque eu decidi. Vocês falam de recuo toda hora como se o governo desse cabeçadas por aí. Às vezes, você toma uma decisão antes de acontecer, como no futebol. O cara está ali para entrar em campo e se machuca. Não é que ele recuou, aconteceu um imprevisto. Política tem imprevisto a todo momento”, pontuou.

Últimas notícias