Bolsonaro mostra cicatriz na TV e diz: “Tem gente que não acredita”

Presidente falou sobre outros temas, como o corte de verbas nas instituições, em entrevista ao SBT Brasil

REPRODUÇÃO SBTREPRODUÇÃO SBT

atualizado 05/05/2019 20:26

Em entrevista ao SBT exibida na noite dessa quinta-feira (02/05/2019), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) tratou de diferentes temas e, ao ser questionado sobre o estado de saúde dele, levantou a camisa para mostrar a cicatriz na barriga, decorrente de um atentado à faca ocorrido durante a campanha eleitoral. “Tem gente que não acredita”, disse.

Durante a participação no jornal, o presidente falou de outros temas, como o corte nas verbas destinadas às instituições de ensino superior, a crise na Venezuela e a relação política com o Congresso Nacional em meio à análise da proposta de reforma da Previdência.

Com o anúncio feito pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, do bloqueio de 30% nas verbas às universidades brasileiras, o presidente disse que vai destinar esse recurso às escolas. “A gente não vai cortar recurso por cortar. A gente vai investir na educação básica”, afirmou, em entrevista ao programa SBT Brasil.

Mais cedo, o presidente disse à coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, que o Brasil irá “até o limite do Itamaraty” no que diz respeito a ações contra o governo venezuelano. Na entrevista ao programa de TV, ele opinou sobre, segundo ele, a perda de poder de Nicolás Maduro.

“A análise que se faz é que o porto seguro para ele seria Cuba. Agora, ele não manda nem nele. Quem manda são os narcotraficantes”, declarou. O presidente chamou a atenção para a situação da Argentina, a qual julgou ser mais importante do que a da Venezuela. “Está a um passo de voltar para a senhora Cristina Kirchner [ex-presidente]”, disse.

Bolsonaro também reafirmou que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tem demonstrado empenho em ajudar a aprovar a reforma da Previdência, prioridade do governo.

Ida a São Paulo
O presidente viajou a São Paulo para gravar uma participação no programa do Silvio Santos que vai ao ar no próximo domingo (05/05/2019). Dono do SBT, o apresentador tem declarado publicamente apoio a Bolsonaro desde a campanha eleitoral.

Bolsonaro saiu de Brasília às 11h. Após a gravação, o presidente pegou um voo direto para Santa Catarina, onde participou, às 19h, da abertura oficial do 37º Encontro Internacional de Missões dos Gideões, em Camboriú. O evento é organizado pelas igrejas evangélicas e reúne pastores internacionais anualmente.

Últimas notícias