Bolsonaro edita MP do 13º a beneficiários do Bolsa Família

Programa direcionado a famílias pobres foi criado durante o governo Lula. Extensão do benefício é promessa de campanha do atual presidente

Igo Estrela/ MetrópolesIgo Estrela/ Metrópoles

atualizado 15/10/2019 18:46

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou, na tarde desta quarta-feira (15/10/2019), uma medida provisória que garante o pagamento de 13º salário aos beneficiários do programa Bolsa Família, criado em 2003 durante o governo Lula (PT).

O benefício extra foi prometido durante a campanha eleitoral de 2018 e confirmado pelo presidente da República em abril deste ano, durante uma transmissão ao vivo pelo Facebook.

Segundo o ministro da Cidadania, Osmar Terra, o benefício começará a ser pago em 60 dias.

O programa é voltado a famílias em situação de extrema pobreza, com renda per capita mensal de até R$ 89, e pobres, com renda per capita até R$ 178. De acordo com o Ministério da Cidadania, são atendidas mais de 13,5 milhões de famílias no Brasil, com orçamento aproximado de R$ 2,5 bilhões por mês.

O governo conseguiu cumprir o anúncio porque houve liberação de R$ 2,58 bilhões adicionais no orçamento do ministério.

Últimas notícias