Bolsonaro afirma “não ter plano B” para a reforma da Previdência

O presidente participou de cerimônia de posse do novo ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e comentou votação do parecer

JP Rodrigues/MetrópolesJP Rodrigues/Metrópoles

atualizado 04/07/2019 15:12

Durante posse do novo ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que “não existe plano B” para a reforma da Previdência e pediu que o texto seja aprovado rapidamente pelo Congresso Nacional.

“Ele [general Ramos] entra em campo em um momento que interessa a todo o Brasil, não obviamente apenas ao Parlamento: a nova Previdência. E entra também buscando soluções para essa questão”, completou.

O mandatário da República informou que o ministro será o responsável por ajudar o governo nas negociações sobre as regras de aposentadorias para policiais. Também defendeu a categoria ao indicar que tem dialogado a respeito do tema com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

“Alguns poucos falam em privilégios. A certeza que tenho é de que, sendo policial militar, é uma classe que nunca teve privilégios em momento nenhum. O que queremos e precisamos dos senhores é consolidar essa decisão que já conversei agora há pouco com Rodrigo Maia“, destacou.

Bolsonaro adiantou também que tentará aprovar a reforma tributária, enviada pela equipe econômica ao Congresso Nacional. “Temos a certeza de que todos nós contribuiremos para a questão fiscal, que se busque uma solução para que o Brasil saia da situação bastante complicada que se encontra”, frisou.

Últimas notícias