Bolsonaro admite “conversar” com Guedes sobre recriação de CPMF

Presidente, que vem se colocando contrário a um novo imposto sobre movimentação financeira, reclamou da atuação da imprensa

JP Rodrigues / MetrópolesJP Rodrigues / Metrópoles

atualizado 22/08/2019 11:02

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta quinta-feira (22/08/2019) que vai conversar com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre a proposta de recriação de um imposto sobre movimentação financeira, a chamada CP (Contribuição Provisória), que retoma à antiga Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira, a CPMF.

O ministro chegou a indicar essa recriação, apesar de o presidente repetir nas últimas semanas que não pretende criar o novo imposto. Agora, Bolsonaro admite conversar sobre o assunto, considerando a possibilidade de redução e desburocratização em outros tributos.

“Vou ouvir a opinião dele [Paulo Guedes]. Se desburocratizar muita coisa, esta burocracia enorme, estou disposto a conversar. Falei que não pretendo criar a CPMF”, disse o presidente ao sair do Palácio da Alvorada.

Bolsonaro disse que vai evitar conversar com a imprensa sobre o assunto alegando que todos os dias os veículos dizem que ele “recua” de falas anteriores. “Não sei. Eu evito falar com vocês porque vocês falam que eu recuo: ‘O tempo todo ele recuou'”, comentou, demostrando irritação durante a entrevista.

Últimas notícias