Polícia localiza carro usado em assassinato de cirurgião plástico no Rio

Sandero preto utilizado em crime contra Cláudio Marsili estava no Morro do Turano, zona norte. Homem foi detido e levado a delegacia

atualizado 19/10/2021 15:13

Divulgação/Polícia Civil

Rio de Janeiro – A Polícia Civil encontrou o carro usado por criminosos no assassinato do cirurgião plástico Cláudio Marsili, 64 anos, no Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (19/10). O Sandero preto estava no Morro do Turano, na Tijuca, zona norte da cidade.

Um suspeito acabou detido pelos agentes com uma chave de veículo e levado para a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC). Segundo a corporação, a chave passará por análise para checar se pertence ao Toyota Hilux de Cláudio, levado pelos suspeitos após o crime.

0

Cláudio foi morto na manhã desta terça após estacionar o carro na Rua Fernando Mattos, próxima à clínica Vitée, onde atendia e era sócio. Ele foi rendido por três homens e, mesmo após entregar o veículo, acabou baleado na cabeça. Não resistiu e morreu no local.

A principal hipótese da Polícia Civil é de que Cláudio tenha sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte). A DHC, que fica a cerca de 500 metros do local da morte, realizou perícia na cena do crime pela manhã.

Um cartaz foi divulgado pelo Disque Denúncia para ajudar a identificar os criminosos que participaram do assassinato de Cláudio Marsili.

Disque Denúncia recebe informações do assassinato do médico Cláudio Marsili no Rio

Mais lidas
Últimas notícias