RS: doleiros que movimentaram mais de R$ 1 bilhão são alvos da PF

Grupo praticava lavagem de dinheiro de diversas atividades criminosas no Brasil e no exterior, inclusive com a utilização de madeireiras

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 03/09/2019 12:26

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta terça-feira (03/09/2019), operação que cumpre mandados de prisão contra doleiros no Rio Grande do Sul e em Rondônia e 16 mandados de busca e apreensão.

A investigação identificou que esse grupo mantinha parceria cambial conhecida como “dólar-cabo”, para a prática de lavagem de dinheiro em diversas atividades criminosas no Brasil e no exterior, inclusive com a utilização de madeireiras da Região Norte do país.

Com o cumprimento dos mandados, a PF busca identificar a origem e o volume de recursos ilícitos transacionados pelos suspeitos, que tiveram movimentação financeira de mais de R$ 1 bilhão entre os anos 2015 e 2019.

A rede criminosa atuava em Porto Alegre, Santana do Livramento (RS), Rivera, no Uruguai, e Ciudad del Este, no Paraguai. Os mandados foram cumpridos nos municípios gaúchos de Porto Alegre, Novo Hamburgo e Santana do Livramento, e em Ariquemes (RO).

A Operação Harpia — como foi batizada — conta com apoio da Receita Federal.

Últimas notícias